sábado, 22 de setembro de 2012

Não sou eu



Eu sei que vai chegar
Alguém que não sou eu
O amor na tua porta
mas o sentir não é o meu

Eu sei que vais te dar
a carinhos que não se deu
Nas mãos que te Procuram
Mas sei que não serei eu

Teus olhos vão mergulhar
em outros olhos apaixonados
falando mil palavras
No silêncio que não é meu

Teu corpo vai abraçar
outro corpo que te ama
outros braços vão te ter
braços que não são meus

O teu cheiro inebriante
de tão doce que sacia
o olfato bandeirante
de um ser que não sou eu

Depois que te fartares
do amor que não é meu
terás a singela noção
daquele ser que não foi teu

Mesmo longe dos teus braços
Mesmo aquilo que não se deu
Me perturba o pensamento
com o que não aconteceu

Fujo da culpa dos teus olhos
Me escondo dos braços teus
Devoto apenas palavras
Aos sensíveis ouvidos teus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário